Go Girl Go!

“Sou uma bola de substancia irritavel. Nao tenho pele (a nao ser para as caricias).”

—Roland Barthes cita Freud. do livro Fragmentos De Um Discurso Amoroso.

Um filme projetado atraves de um vitral

Ou: — Case comigo — ela diz para ele, no meio de uma ponte. Um barco de fundo de vidro passa por baixo, com turistas que tiram fotos dos peixes. Dentro de poucas horas, o lago receberá os reflexos de estrelas mortas há milhares de anos. Ou estão na cama, grudados nos lençóis, salgados e respirando pela boca. Falam ao mesmo tempo. Ou nenhum dos dois falou nada. Nunca tiveram a ideia de se casar, muito menos concordaram a respeito. (…) Ela ri e diz: — Vamos falar de outra coisa. Ele puxa a cadeira para perto da cama e falam de outras coisas, de tudo que não seja a dor dela, o que é nada, porque se a dor não fosse tudo não seria dor, seria desconforto. As coisas de que falam são apenas filtros diferentes para sua dor, como projetar um filme através de um aquário ou de um vitral.

Por Jonathan Safran Foer. trechos do conto Quarto Após Quarto/trad. José Rubens Siqueira.

Os quartos dela

O coração dela é mantido num quarto com um sistema de segurança muito caro. Quando ela revelou a combinação a seu médico, ele não conseguia acreditar o quanto era mundano o código. — Qualquer um que conheça você é capaz de adivinhar — disse ele, escrevendo na prancheta. Ela disse: — Só é óbvio depois de saber qual é. E, além disso, esse é só o primeiro nível de acesso.
O quarto do corpo dela é do tamanho e da forma de seu corpo. Ela passou a maior parte da vida sem notar que estava nele. (…) Ela ficava claustrofóbica em seu apertado ser. Ficava insegura em seu folgado ser. O tamanho e a forma de seu corpo não correspondiam ao tamanho e à forma dela.
Há quartos em que ela nunca entrou. Isso porque sua vida é grande e ela não tem uma planta baixa. Ninguém conhece sua vida melhor do que ela, mas isso não quer dizer que ela conheça a própria vida.

Por Jonathan Safran Foer. trechos do conto Quarto Após Quarto/trad. José Rubens Siqueira.

Para mim

Naquele momento da vida, eu tinha uma porção de ideias complexas para trabalhos que não sabia como conseguir, mas que no fundo do coração sabia que eram para mim.

Por Nicole Krauss. trecho do conto Minha pintora/trad. José Rubens Siqueira.


Sou loura advinda da loura dinastia do cinema.

meus duetos com Fausto Fawcett estiveram na Balsa e na Casa de Francisca no último fim de semana em São Paulo. em setembro tem mais Trovadores do Miocárdio. 

Sou loura advinda da loura dinastia do cinema.

meus duetos com Fausto Fawcett estiveram na Balsa e na Casa de Francisca no último fim de semana em São Paulo. em setembro tem mais Trovadores do Miocárdio

Olhar Interior

Chamo ‘olhar interior’ a experiência de sentir a alma secreta das coisas com o olho desarmado, através do microscópio ou do telescópio. Esse olhar atravessa a dura casca, a ‘forma’ exterior, para chegar ao interior das coisas e nos permitir captar, com todos os nossos sentidos, o ‘palpitar’ interior das mesmas.

Por Wassily Kandinsky.

A Velha

É assim que a fome começa: /De manhã você acorda se /sentindo animado, /Então começa a fraqueza, /Então começa a chatice; /Então vem a perda /Do poder de pensar rápido, /Então vem a calmaria /E então começa o horror.

trecho da peça The Old Woman em cartaz em São Paulo. direção de Robert Wilson. com Mikhail Baryshnikov e Willem Dafoe.

Ritmo

Tudo é ritmo: o destino do homem é um único ritmo celeste, assim como a obra de arte é um ritmo único.

Por Friedrich Hölderlin.

(Source: )

O olhar de uma outra pessoa

O inventado não tem valor nenhum, o documental não tem valor nenhum. A única coisa que para mim ainda tinha valor, que ainda era repleta de significado, eram diários e ensaios, a literatura que não dizia respeito à narrativa, não versava sobre nada, mas consistia em uma voz, uma voz única e pessoal, uma vida, um rosto, um olhar que se podia encontrar. O que é uma obra de arte, senão o olhar de uma outra pessoa?

Por Karl Ove Knausgård. da coluna de hoje de Daniel Galera/O Globo.

Search
Navigate
Archive

Text, photographs, quotes, links, conversations, audio and visual material preserved for future reference.

Likes

A handpicked medley of inspirations, musings, obsessions and things of general interest.